domingo, 13 de setembro de 2009

Salve as folhas


(...)Sem folha não tem sonho
Sem folha não tem vida
Sem folha não tem nada

Quem é você e o que faz por aqui
Eu guardo a luz das estrelas
A alma de cada folha (...)

Ouço o vento bater
Os galhos em minha janela
Traz consigo o perfume das flores
E me faz lembrar o cheiro dela
Tão distante se encontras
longe da minha mão
deixa-me triste
Só, com a solidão
Mas o vento veio
Nesse momento me visitar
Bate forte vento
Faz-me tentar não chorar
Penso que se pudesse
Pegava carona com o vento
Ia até você
Para diminuir meu lamento
Venha vento, venha
Me leve contigo ou leve um recado
Seja meu amigo
Digas que sofro
Mas é um sofrer em vão
Pois essa destinatária
Doou-se para outro coração
O que resta fazer?
Uma coisa é certo que farei
Apanharei antigas folhas trazidas pelo vento.
Limparei os cantos da alma
Deixarei minha "casa" limpa e cheirosa
Acredito que um novo vento virá.
E consigo um novo perfume.

Adilson Costa

2 comentários:

Luiz Claudio disse...

Sou Aroni

Cosi euê
Cosi orixá
Euê ô
Euê ô orixá

fiori esaú ferrari disse...

Que as folhas venham.