quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Passagem





Esta é a crise que eu sabia que viria,

Destruindo o equilíbrio que eu mantinha.

Duvidando e perturbando e invertendo a direção,

Imaginando o que virá depois.

É este o papel que você quis viver?

Eu fui um tolo por pedir tanto.

Sem a guarda e proteção da infância,

Tudo se despedaça ao primeiro toque.

Observando o carretel à medida que se aproxima,

Brutalmente tomando seu tempo,

Pessoas que mudam sem razão alguma,

Está acontecendo o tempo todo.

Posso seguir adiante com essa série de eventos?

Perturbando e purgando minha mente,

Recuo das minhas responsabilidades,

quando tudo tiver sido dito e feito

Eu sei que perderei todas as vezes

Avançando nos caminhos dados por nosso Deus,

A segurança é presidida pelo fogo,

Santuário destes sorrisos febris,

Deixados com uma marca na porta.

Este é o presente que eu quis dar?

Perdoe e esqueça o que eles ensinam,

Ou passe pelos desertos e devastações uma vez mais,

E observe como eles caem pela praia.

Está é a crise que eu sabia que viria,

Destruindo o equilíbrio que eu mantinha.

Virando-se para o próximo conjunto de vidas,

Imaginando o que virá depois.

2 comentários:

Neiva Corrêa disse...

Ops! Bacana!
Adoro!!!!

Janaina disse...

até que é legal....